FVJ recebe visita de idosos do Pedregal para um visita guiada ao Horto

Hoje à tarde (24) os idosos do Pedregal, participantes do projeto do curso de Serviço Social, vieram para uma visita guiada ao Horto da FVJ, recebidos pelos alunos do Projeto de Extensão Assistência Farmacêutica na Promoção da Saúde do Curso de Farmácia, composto pelos alunos Moisés Marques, Thays Lima, Luana Maria, Antônia Kelly e Bruno Barbosa e pelos professores Felipe Fernandes e Mariana Brito.
24 de maio de 2017

 

Hoje à tarde (24) os idosos do Pedregal, participantes do projeto do curso de Serviço Social, vieram  para uma visita guiada ao Horto da FVJ, recebidos pelos alunos do Projeto de Extensão Assistência Farmacêutica na Promoção da Saúde do Curso de Farmácia, composto pelos alunos Moisés Marques, Thays Lima, Luana Maria, Antônia Kelly e Bruno Barbosa e pelos professores Felipe Fernandes e Mariana Brito.

Na ocasião, os idosos foram apresentados à Farmácia Viva e participaram de uma capacitação de manejo adequado de plantas para fabricação do lambedor de cumuarú e chá de capim santo, a partir do processo de infusão, no laboratório de Química.

“O principal fator dessa visita de hoje é a troca de experiência”, elencou o professor do curso, Felipe Fernandes. Para ele é importante ver essa relação entre o conhecimento do natural que os idosos têm, com os conhecimentos científicos dos alunos.  “A gente pode perceber nesse evento a troca de experiência: como um faz o chá, como o outro faz, um ensinando para o outro, e os acadêmicos de Farmácia dando as dicas, o enfoque acadêmico do uso das plantas medicinais. Esse projeto tende só a crescer. Próximos passos são distribuir mudas e fazer oficinas nas comunidades próximas”, destacou o professor.

Sobre o Projeto de Extensão Assistência Farmacêutica na Promoção da Saúde, a aluna do 7° período, Luana Maria, falou: “O projeto foi desenvolvido para que a gente pudesse levar o nosso conhecimento para a população, tanto de Aracati, como das outras cidades mais próxima.”

“A importância do projeto é levar informação para a população, como por exemplo: posologia, reações adversas, formas corretas de usar o medicamento, sempre procurando o uso racional do mesmo. A junção da Farmácia Viva com o projeto é extremamente importante, visto que muitas pessoas não conhecem as plantas tóxicas e acabam ingerindo e utilizando de forma errada. Sempre lembrando que a Fitoterapia é para auxiliar no tratamento, ou seja, uma pessoa não pode abandonar o uso dos medicamentos e sim auxiliar os dois”, complementou a aluna Thays Lima do 7° período e também responsável pelo projeto.

 

Galeria de fotos no nosso facebook

NAP sob nova direção: Márcia Skibick assume coordenação do núcleo Professora e Doutora em Psicologia, Márcia Skibick Araújo possui vasta experiência acadêmica e de gestão.
8 de abril de 2021
Pós FVJ dá início ao curso de Especialização em Farmácia Clínica e Hospitalar Aula inaugural foi realizada no último sábado, dia 27 de março
1 de abril de 2021
Matrículas abertas: curso de Especialização em Educação Infantil e Alfabetização “A Educação Infantil é uma etapa fundamental do desenvolvimento escolar das crianças. Ao democratizar o acesso à cultura escrita, ela contribui para minimiza...
12 de março de 2021