Intervenção do Pró-Mulher na Escola Profissionalizante

Realizado no mês de setembro, o Projeto de Intervenção do Estágio Nível III do Curso de Serviço Social, sendo este, através do campo de estágio Casa de Extensão e Pesquisa/FVJ/ Pró-Mulher. Realizado pelas estagiárias: Keliane Amaral, Lunara Keli, Vanessa Ramos e Wilsiliana Silva. Durante o período da intervenção foram acompanhados pela supervisora-técnica Lana Michelle da Silva Cordeiro.
17 de outubro de 2016

Realizado no mês de setembro, o Projeto de Intervenção do Estágio Nível III do Curso de Serviço Social, sendo este, através do campo de estágio Casa de Extensão e Pesquisa/FVJ/ Pró-Mulher. Realizado pelas estagiárias: Keliane Amaral, Lunara Keli, Vanessa Ramos e Wilsiliana Silva. Durante o período da intervenção foram acompanhados pela supervisora-técnica Lana Michelle da Silva Cordeiro.

 Após avaliar todo o processo do estágio desde seu início, detectou-se a necessidade de elaborar um projeto que debatesse o tema “Relacionamentos Abusivos na Adolescência e Questões de Gênero”. Após reunião com a supervisora Ângela Madeiro, foi decidido onde seria a efetivação do projeto, o período de execução e quais seriam as faixas etárias a serem contempladas por ele.

No dia 12 de setembro, iniciou-se a intervenção na E.E.E.P. Professora Maria Elsa Porto Costa Lima, a conhecida Escola Profissionalizante, com os alunos dos cursos técnicos de Enfermagem, Informática e Turismo, estes na faixa etária de 15 à 17 anos. Vale salutar que o projeto entrou como complemento da disciplina Projeto de Vida, que é ministrada pela professora Lucia Helena, esta que também faz parte do quadro de docentes do curso de Serviço Social da FVJ.

Com objetivo de prevenir e esclarecer sobre violência de gênero, obteve-se um resultado acima da meta. A aceitação principalmente advinda do público-alvo foi uma grata surpresa, mesmo em se tratando de um tema bastante complexo, mas que se mostra como mais uma expressão da questão social. Foi obervado que os alunos tinham dúvidas corriqueiras e relativamente simples, e outras bem complexas, pois a falta de profissionais como Assistentes Sociais e Psicólogos, dentro do ambiente escolar, demostra que problemas tais como: comportamento, atenção, camaradagem, respeito, equidade, solidariedade e outros, são as causas de conflitos entre os mesmos.

Com demonstração de vídeos, dinâmica, roda de conversa, obteve-se a atenção dos alunos, com isto, aproximando tais exemplos com a realidade de muitos. Ao final, o resultado foi jovens imponderados sobre seus direitos e deveres enquanto cidadãos.

Visualizar galeria
NAP sob nova direção: Márcia Skibick assume coordenação do núcleo Professora e Doutora em Psicologia, Márcia Skibick Araújo possui vasta experiência acadêmica e de gestão.
8 de abril de 2021
Pós FVJ dá início ao curso de Especialização em Farmácia Clínica e Hospitalar Aula inaugural foi realizada no último sábado, dia 27 de março
1 de abril de 2021
Matrículas abertas: curso de Especialização em Educação Infantil e Alfabetização “A Educação Infantil é uma etapa fundamental do desenvolvimento escolar das crianças. Ao democratizar o acesso à cultura escrita, ela contribui para minimiza...
12 de março de 2021