Preceptores do curso de Fisioterapia da FVJ são aprovados em Mestrado na UERN

Os fisioterapeutas Jean Mendes e Rogécio Almeida conseguiram aprovação no Mestrado de Saúde e Sociedade da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN.
13 de dezembro de 2019

O processo se deu em três fases: prova de língua inglesa, defesa do projeto de pesquisa e análise curricular.Iniciar o mestrado consolida toda uma preparação iniciada na graduação passando pelas especializações em Saúde Pública e Residência em Saúde Da Família. É uma conquista pessoal que refletirá diretamente na minha atuação profissional, uma vez que essa qualificação passa a se entrelaçar através da ciência, da docência e da formação de futuros profissionais”, disse Rogécio Almeida.

O preceptor ainda destaca o apoio da FVJ, através da coordenadora de estágio Maria Tereza, “que incentiva e apoia a formação continuidade dos profissionais do curso de Fisioterapia.”

Para o fisioterapeuta Jean Mendes o mestrado sempre foi algo que almejou um dia fazer, mas que passou a ser um sonho a partir do momento que a docência se tornou uma realidade. “A partir do momento em que me inseri no corpo de professores da FVJ e pude atuar como preceptor nos campos de estágio, passei a ter contato com diversos públicos e equipamentos de saúde e suas respectivas demandas e problemáticas. Diante disso, resolvi criar alguns projetos que integrassem a atuação da Fisioterapia e ampliasse a prática dos estagiários. Alguns desses projetos se concretizaram juntamente aos acadêmicos, mas um outro específico, sobre a intervenção Fisioterapêutica em pacientes com Disfunção Têmporo-mandibular – DTM, foi submetido ao processo de seleção de mestrado, o qual logrei êxito”, explicou o futuro mestrando.

Jean e Rogécio exprimem o sentimento de conquista, de perseverança, de gratidão e de realização de sonhos. “É importante destacar que as conquistas de nós professores refletem nos desejos dos nossos alunos, os quais podem se inspirar e almejar cada vez mais sucesso através da formação na instituição FVJ”, finalizou Rogécio. “Para mim, o mestrado é muito mais do que a elevação do meu nível acadêmico, mas é a possibilidade de usar a ciência como meio para transformar realidades. Trazendo soluções e novas perspectivas que tenham, além da relevância científica, um grande impacto social”, completou Jean.

Visualizar galeria
PÓS FVJ: Encerramento da turma de Especialização em Língua Portuguesa – Leitu... Nesse sábado (15), realizou-se no Campus da FVJ o encerramento de mais uma turma do curso de Especialização em Língua Portuguesa: Leitura e Produção Textual.
17 de fevereiro de 2020
FVJ recebe representante da Jica Yuki Hattori faz parte da Japan International Cooperation Agency
17 de fevereiro de 2020