Projeto de Intervenção Gravidez na Adolescência: Possíveis consequências de uma gravidez indesejada da adolescência

Projeto de Intervenção Gravidez na adolescia: Possíveis consequências de uma gravidez indesejada da adolescência. Foi construído pelas alunas do 7º período, Camila, Mariana e Marianne, do Curso de Serviço Social, tendo como coordenadora de curso a Professora Ms. Ângela Tavares Madeiro e orientador de estágio supervisionado, o Professor Ms. Henry Simon.
19 de setembro de 2016

Abordar a gravidez na adolescência é algo delicado. Implica em uma série de fatores que vai além do físico, como o social, o psicológico e o econômico. A adolescência é aquela fase em que o jovem ainda está se descobrindo, seja consigo mesmo, com seu corpo ou com o mundo. E a jovem que engravida logo nesta fase acaba precocemente antecipando algo que irá interferir em toda sua vida dali por diante.


Dessa forma, idealizou-se o Projeto de Intervenção Gravidez na adolescência: Possíveis consequências de uma gravidez indesejada da adolescência.  Foi construído pelas alunas do 7º período, Camila, Mariana e Marianne, do Curso de Serviço Social, tendo como coordenadora de curso a Professora Ms. Ângela Tavares Madeiro e orientador de estágio supervisionado, o Professor Ms. Henry Simon. As alunas são acompanhadas pelas assistentes sociais da Casa de Extensão do Curso de Serviço Social, Lana Michelle e Iolanda Eduardo, e através de observações realizadas nas primeiras capacitações de DH realizadas na Escola Antônio Monteiro, no bairro do Pedregal, identificaram que gravidez indesejada permeia esse contexto social escolar.


O projeto tem como objetivo geral levar para os alunos um tema comum, mas, polêmico, com o intuito de provocar junto a eles e elas uma relação de confiança para que possam participar da discussão sem receio ou constrangimento. Foram feitos três encontros na escola Antônio Monteiro sendo dividido entre os dois 8º e um 9º ano e a convite da escola levamos a explanação do projeto para a turma do EJA (Educação de Jovens e Adultos).


A dinâmica de aplicação do projeto se deu através de uma dramatização: de abertura, uma rápida peça teatral idealizada pela assistente social, Iolanda Eduardo, que retrata um trio de adolescentes onde o “Zé”, interpretado pela estudante Camila, seduz uma de suas amigas, interpretada pela estudante Marianne. A jovem é apaixonada pelo mesmo e se deixa levar por esse “amor”, segura dos sentimentos de “Zé” passam uma noite juntos o que resulta em uma gravidez indesejada. O segundo momento da apresentação é através de slides, estes são bastante lúdicos e de fácil compreensão. Posterior a isso é passado a fala para os estudantes, que interagem bastante colocando dúvidas e o que já conhecem sobre o assunto. Com a presença também dos profissionais de saúde, a enfermeira Maristela, que juntamente com sua equipe abrilhantou a intervenção.

Visualizar galeria
NAP sob nova direção: Márcia Skibick assume coordenação do núcleo Professora e Doutora em Psicologia, Márcia Skibick Araújo possui vasta experiência acadêmica e de gestão.
8 de abril de 2021
Pós FVJ dá início ao curso de Especialização em Farmácia Clínica e Hospitalar Aula inaugural foi realizada no último sábado, dia 27 de março
1 de abril de 2021
Matrículas abertas: curso de Especialização em Educação Infantil e Alfabetização “A Educação Infantil é uma etapa fundamental do desenvolvimento escolar das crianças. Ao democratizar o acesso à cultura escrita, ela contribui para minimiza...
12 de março de 2021